Festival gastronômico agita as cozinhas da Baixada

Na sexta-feira, dia 13, data que se celebra a Abolição da Escravatura no Brasil, todas as oficinas serão comandadas por chefs negros, no Patronato (Centro Social São Vicente), e terá feijoada beneficente, roda de jongo e diáspora africana

Mais de 50 do mais renomados chefs do país participam de workshops, aulas show e debates culinários em mais edição do Festival Enchefs Rio de Janeiro – Saberes e Sabores.

A Baixada Fluminense recebe, até sábado, mais de 50 do mais renomados chefs de cozinha do país em uma série de workshops, aulas show e debates culinários em mais edição do Festival Enchefs Rio de Janeiro – Saberes e Sabores. Os eventos acontecem nas cidades de Seropédica e Nova Iguaçu.

Entre os chefs convidados estão Dadá da Bahia, Cidinha Santiago, João Diamante, Mônica Rangel, Priscila Avila, Andréia Gonçalves, Aline Guedes e Cumpadre João.

No primeiro dia do festival, coordenado pelo chef Pedro Alex, na quarta-feira, em Seropédica, 20 chefs comandaram aulas show. Já o segundo dia de evento acontece no Hotel Mercure, em Nova Iguaçu, com a participação de mais 15 chefs.

Na sexta-feira, dia 13, data que se celebra a Abolição da Escravatura no Brasil, todas as oficinas serão comandadas por chefs negros, no Patronato (Centro Social São Vicente), e terá feijoada beneficente, roda de jongo e diáspora africana. O encerramento, sábado, terá apresentação da bateria da Estação Primeira de Mangueira.

Durante os dias de evento, de acordo com Pedro Alex, mais de 1.500 pratos para mini degustações serão servidos. Dois chefs participantes serão selecionados para concorrerem ao Prêmio Nacional Dólmã, considerado o Oscar da gastronomia nacional, que acontece no Estado do Amapá.

%d blogueiros gostam disto: