Festival Comida di Rua agita o Shopping Nova Iguaçu até domingo

Evento reúne os melhores “podrões” cariocas, como a Batata de Marechal Hermes e a Carne de Sol do Baixinho de Bangu, entre outros.

Da Assessoria de Imprensa – Entre os dias 20 a 22 de Maio, sexta a domingo, o Shopping Nova Iguaçu vai receber a primeira edição do festival Comida di Rua na Baixada Fluminense. Durante o evento, os clientes poderão saborear mais de 30 opções da culinária popular carioca. A entrada é gratuita.

A feira gastronômica é dedicada aos “podrões”, apelido carinhoso dos quitutes servidos em trailers e barraquinhas. Por três dias, os iguaçuanos vão esquecer a dieta e se deliciar com pão com linguiça, batata frita, aperitivos, cachorro-quente e outras maravilhas. A novidade desta edição fica por conta da presença de comidas de rua famosas em Nova Iguaçu a exemplo a torre de hambúrguer com cheddar da Resenha do Sabor.

Podrões famosos de diversos bairros do Rio, como a Batata de Marechal, Carne de Sol do Baixinho de Bangu, Acarajé da Lenaide, churros do gaão de Arraial do Cabo e Ducara Pão de Alho são presença garantida na edição do Shopping Nova Iguaçu. Cada expositor apresenta uma opção gigante para os clientes dividirem com toda a família por até R$ 60,00, além de opções de comidinhas que custam a partir de R$ 5,00.

Entre as opções ‘família’ estão a Batata de Marechal, acompanhada de muito frango a passarinho e linguiça calabresa, o acarajé de 1kg, o Hot dog gigante do Cálidus, com 1,30 de comprimento e o jarrão de 3 litros de caipifruta.

Para paladares mais refinados, a dica é experimentar o japonês no palito: 30cm de delícias orientais, por R$ 35,00. Outras opções são a barca de churrasco por R$60,00 e a torre de hambúrguer com cheddar também a R$ 60,00. Os mais tradicionais podem apostar no combo pastel de feira com caldo de cana por R$14,00.

A edição do festival em Nova Iguaçu também vai contar com música ao vivo, Com atrações como bloco Batuke de Batom e Soul da Gema e das baterias da União da Ilha . Além da culinária de rua, quem for ao evento ainda vai encontrar opções para a criançada se divertir, como o unicórnio mecânico, brinquedos infláveis e oficinas infantis.

Shows
Sexta- feira, dia 20/5: Bloco Soul da Gema (às 20h)
Sábado, dia 21/5: União da Ilha do Governador (às 20h)
Domingo, dia 22/5 Batuke de batom(às 19h)

Serviço
Festival Comida di Rua: – Shopping Nova Iguaçu – estacionamento da Pedreira.
Sexta, das 17h às 23h; sábado, das 13h às 23h; e domingo, das 13h às 22h.
Entrada franca para o evento.

FLINI transforma Nova Iguaçu em Capital da Literatura da Baixada Fluminense

Festa Literária tem bate-papo com autores e escritores da cidade, exposições fotográficas, apresentações culturais de artistas locais, sarau e doações de livros.

Da Assessoria de Imprensa – Nova Iguaçu será, até sábado (21), a Capital da Literatura na Baixada Fluminense. A partir desta quarta-feira (18), a cidade promove a Festa Literária de Nova Iguaçu – FLINI, uma realização da Rede Baixada Literária em parceria com a Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu (FENIG) e as secretarias municipais de Cultura (SEMCULT) e de Educação (SEMED).

Os eventos, gratuitos e abertos ao público, têm como objetivo incentivar a leitura e criação literária, com a união de diversas expressões artísticas, valorizando a cultura iguaçuana. Para isso, a Festa Literária irá promover bate-papo com autores e escritores da cidade, exposições fotográficas, apresentações culturais de artistas locais, sarau e doações de livros. O público poderá participar também de oficinas de ilustração, escrita criativa, mediação de leitura e cartonera (livro artesanal).

A abertura da Festa Literária de Nova Iguaçu foi no Instituto Multidisciplinar da UFRRJ (Rural), com transmissão ao vivo pelas redes sociais da organização do evento. Já nesta quinta-feira (19), a Escola Municipal Vale do Tinguá recebe o Ocupa Literatura, a partir das 9h. Às 15h, a Biblioteca Comunitária Cial Brito (Rua Getúlio Vargas, nº 51, Centro) promoverá a Tagarelice Literária, um encontro para aqueles que amam conversar sobre literatura. Uma hora antes, no mesmo endereço, o fotógrafo iguaçuano Paulo Santos será homenageado com a exposição Olhares de Iguassú, que também poderá ser visitada no dia 20.

O penúltimo dia da Festa Literária, na sexta-feira (20), também terá um bate papo com os autores Hanny Saraiva e Paulo Filho a partir das 10h, na Praça Céu, em Jardim Nova Era, e encontro com autores no Espaço D do Top Shopping, das 13h às 20h. O shopping também receberá a Oficina de marcadores de página, no Espaço de Leitura Fenig, às 16h. Outras duas oficinas acontecerão no dia 20: a de Escrita Criativa, na Biblioteca Comunitária Paulo Sacramento, no bairro Vila Guimarães, e a de Cartoneira, na Biblioteca Comunitária Dona Corujinha, na Cerâmica.

No dia 21, quatro atividades encerram a Festa Literária de Nova Iguaçu. A primeira delas acontece no Espaço D do Top Shopping, que receberá mais um encontro com autores a partir das 13h. Já o Espaço Leitura Fenig promoverá a Oficina de Escrita com a Terceira Idade, às 17h. Às 14h, o curta-metragem Revirando o jogo com Cineclube Xuxu Com Xis será exibido na Biblioteca Comunitária Thalita Rebouças, no bairro Amaral. O encerramento da festa acontece na Praça dos Direitos Humanos, na Via Light, com o Sarau Rede Baixada Literária.

Nova Iguaçu abre 500 vagas para agentes de apoio à inclusão

Para se candidatar, é necessário ter diploma do curso Magistério, nível médio, na modalidade normal.

A SEMED fica na Avenida Abílio Augusto Távora, 1.806, Bairro da Luz. Foto: Renato Fonseca/PMNI

Da Assessoria de Imprensa – A Prefeitura de Nova Iguaçu vai realizar Processo Seletivo Simplificado para a contratação, por tempo determinado, de 500 agentes de apoio à inclusão para atuar na rede municipal de ensino. As inscrições serão feitas em duas etapas, e a primeira delas começa nesta quarta-feira (18). Os interessados devem acessar a página da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), clicar em Processo Seletivo Simplificado – AAI e preencher o formulário de inscrição até 20 de maio. Para se candidatar, é necessário ter diploma do curso Magistério, nível médio, na modalidade normal.

A lista dos inscritos na primeira etapa será divulgada em 24 de maio. Nos dias 25 e 26, os candidatos deverão ir à SEMED, na Avenida Abílio Augusto Távora, nº 1.806, no Bairro da Luz, entregar a documentação necessária e cumprir a segunda etapa da inscrição. Uma classificação preliminar será publicada no dia 7 de junho, e os candidatos terão até o dia seguinte para entrar com recurso. A classificação final será conhecida no dia 15, quando será feita a convocação. Os selecionados deverão entregar a documentação para contratação a partir de 20 de junho. A validade do processo seletivo é de 12 meses, podendo ser prorrogada uma única vez por período igual ou menor.

Os agentes de apoio à inclusão irão atuar no atendimento específico aos estudantes com deficiência e transtorno global do desenvolvimento. Entre as funções, deverão planejar, executar, avaliar e registrar as atividades do processo de ensino-aprendizagem a partir das orientações e diretrizes da SEMED. Eles também irão receber diariamente os estudantes, auxiliando na mobilidade, no acesso e no deslocamento no espaço escolar. A carga horária dos contratados é de 40 horas semanais, e a remuneração é de R$ 1.400,00.

Todas as informações sobre a inscrição, os critérios para seleção e as atribuições dos contratados estão no edital publicado pelo Diário Oficial da Prefeitura de Nova Iguaçu, na edição do dia 16 de maio. Estas e outras informações também podem ser verificadas na página de inscrição da SEMED.

Nova Iguaçu retoma projeto Escolas Seguras

Promovido desde 2017, ele ocorre nas escolas municipais e tem como objetivo torná-las mais seguras, por meio do desenvolvimento de uma cultura de prevenção e percepção de riscos a desastres.

A última edição do projeto ocorreu em 2019, antes da pandemia. Fotos: Alziro Xavier/Arquivo PMNI

A Prefeitura de Nova Iguaçu vai retomar mais um projeto interrompido durante a pandemia da Covid-19. A partir deste mês, a Secretaria Municipal de Defesa Civil (SMDC) volta a promover o Escolas Seguras: Desenvolvendo a Resiliência através da Educação. Promovido desde 2017, ele ocorre nas escolas municipais e tem como objetivo torná-las mais seguras, por meio do desenvolvimento de uma cultura de prevenção e percepção de riscos a desastres. A última edição do projeto ocorreu ainda em 2019, antes da pandemia.

No cronograma deste ano, sete unidades irão receber o projeto entre maio e outubro. A primeira delas será a Escola Municipal Campo Alegre, entre os próximos dias 16 e 20. Alunos, professores e funcionários serão submetidos a simulações de situações de emergência e farão treinamento e exercícios de desocupação segura do prédio escolar.

“O projeto utiliza a escola como espaço para a promoção de uma mudança de cultura, onde o resultado final é a proteção e preservação da vida, e a construção de uma comunidade escolar resiliente”, explica o secretário municipal de Defesa Civil, Jorge Ribeiro Lopes.

Desde sua implementação, o projeto Escolas Seguras já foi realizado em 22 instituições de ensino, capacitando 10.173 alunos e 1.106 funcionários e professores. No total, 11.279 pessoas participaram das simulações. Além da E. M. Campo Alegre, as unidades Professor Emílio Pedroso Araújo, Paulo Roberto Fiorenzano, E. M. Jaceruba, CAIESP Castrolina Faria Lima, CIEP 187 – Benedito Laranjeiras e Casa da Criança de Miguel Couto receberão o projeto este ano.

Festival gastronômico agita as cozinhas da Baixada

Na sexta-feira, dia 13, data que se celebra a Abolição da Escravatura no Brasil, todas as oficinas serão comandadas por chefs negros, no Patronato (Centro Social São Vicente), e terá feijoada beneficente, roda de jongo e diáspora africana

Mais de 50 do mais renomados chefs do país participam de workshops, aulas show e debates culinários em mais edição do Festival Enchefs Rio de Janeiro – Saberes e Sabores.

A Baixada Fluminense recebe, até sábado, mais de 50 do mais renomados chefs de cozinha do país em uma série de workshops, aulas show e debates culinários em mais edição do Festival Enchefs Rio de Janeiro – Saberes e Sabores. Os eventos acontecem nas cidades de Seropédica e Nova Iguaçu.

Entre os chefs convidados estão Dadá da Bahia, Cidinha Santiago, João Diamante, Mônica Rangel, Priscila Avila, Andréia Gonçalves, Aline Guedes e Cumpadre João.

No primeiro dia do festival, coordenado pelo chef Pedro Alex, na quarta-feira, em Seropédica, 20 chefs comandaram aulas show. Já o segundo dia de evento acontece no Hotel Mercure, em Nova Iguaçu, com a participação de mais 15 chefs.

Na sexta-feira, dia 13, data que se celebra a Abolição da Escravatura no Brasil, todas as oficinas serão comandadas por chefs negros, no Patronato (Centro Social São Vicente), e terá feijoada beneficente, roda de jongo e diáspora africana. O encerramento, sábado, terá apresentação da bateria da Estação Primeira de Mangueira.

Durante os dias de evento, de acordo com Pedro Alex, mais de 1.500 pratos para mini degustações serão servidos. Dois chefs participantes serão selecionados para concorrerem ao Prêmio Nacional Dólmã, considerado o Oscar da gastronomia nacional, que acontece no Estado do Amapá.

Mesquita é nota A em avaliação do Tesouro Nacional

Dados constam na CAPAG mais recente, a Capacidade de Pagamento de órgãos públicos referente à prestação de contas de 2021

Dados constam na CAPAG mais recente, a Capacidade de Pagamento de órgãos públicos referente à prestação de contas de 2021

Mesquita recebeu nota A por ter seus pagamentos em dia. A classificação foi dada pela Capacidade de Pagamento (CAPAG), avaliação sobre a situação fiscal dos órgãos públicos, referente à prestação de contas de 2021. A metodologia do cálculo, definida pela Portaria MF nº 501/2017, é composta por três indicadores: endividamento, poupança corrente e índice de liquidez. Logo, avaliando o grau de solvência, a relação entre receitas e despesas correntes e a situação de caixa, faz-se diagnóstico da saúde fiscal do estado ou do município. Ainda em 2017, o município era considerado inadimplente, com a classificação C.

A avaliação é feita com o intuito de verificar, de forma simples e transparente e entre municípios e estados, se um novo endividamento representa risco de crédito para o Tesouro Nacional. As classificações A e B, portanto, atestam que o ente está elegível para a obtenção de garantias para operação de crédito com garantia da União junto à secretaria do Tesouro Nacional.

“Foi necessária uma grande força-tarefa, ao longo dos últimos anos, para ver quais eram as dívidas da prefeitura. Se, hoje, temos a capacidade de pagar funcionários e fornecedores com tranquilidade, é graças às equipes de contabilidade, administração e muitas outras que realizam esse trabalho continuamente conosco”, explica o secretário municipal de Governança, Fabio Baiense.

Classificações anteriores

Nos últimos cinco anos, Mesquita conseguiu evoluir da classificação C para A. O primeiro degrau subido foi na avaliação referente a 2020, quando o município conquistou a posição B no ranking da CAPAG. Agora, em 2022, o município atinge a classificação A, referente às contas de 2021.

Sobe para 54 o número de mortos em Petrópolis

Todos os mortos moravam na comunidade do Morro da Oficina, no bairro Alto da Serra.

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros confirmaram há pouco que o número de mortos durante o temporal que caiu ontem à tarde em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, subiu para 54. Todos os mortos moravam na comunidade do Morro da Oficina, no bairro Alto da Serra onde, ainda segundos os bombeiros, mais de 50 casas foram arrastadas pelo deslizamento da encosta. Outro bairro bastante atingido foi Floresta, onde pelo menos mais uma centena de casas foram arrastadas pela água e pela lama que desceram da encosta. Mais de 300 pessoas estão desalojadas e dezenas desaparecidas. Estima-se que o número de mortos possa ultrapassar uma centena.

Os trabalhos de resgate envolvem mais de 40 bombeiros e dezenas de voluntários. Em todo o estado do Rio postos de coletas de alimentos não perecíveis, água e produtos de higiene estão recebendo doações. No Facebook, o perfil Crisis Response recebe informações sobre desaparecidos.

A água também invadiu lojas e galerias comerciais. Foto: reprodução da internet

O Corpo de Bombeiros enviou reforços de equipamentos e militares de outros municípios do estado para Petrópolis, mas houve muita dificuldade para a ajuda chegar pois em vários trechos na rodovia Rio-Petrópolis houve deslizamento de terra e interrupção do tráfego. A Polícia Militar também reforçou a segurança na cidade por conta de denúncias e registros de roubos a pedestres e estabelecimentos comerciais, principalmente no Centro Histórico da cidade Imperial.

O município declarou Estado de Calamidade Pública.

Temporal causa mortes, destruição e prejuízos em Petrópolis

Seis mortes haviam sido confirmadas até as 23h desta terça-feira

Carros arrastados pela correnteza em rua do centro da cidade. Foto: reprodução da internet

A fortes chuvas que caíram na Região Serrana do Rio, no final da tarde desta terça-feira (15) deixaram um rastro de dor, destruição e morte em Petrópolis,cidade mais atingida pelo temporal. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros ao G1, até às 23h seis mortes haviam sido confirmadas, mas este número deve aumentar nas próximas horas, já que dezenas de casas foram arrastadas por um deslizamento de terra na comunidade do Morro da oficina. Centenas de pessoas estão desalojadas ou desabrigadas.

A água também invadiu lojas e galerias comerciais. Foto: reprodução da internet

O Corpo de Bombeiros enviou reforços de equipamentos e militares de outros municípios do estado para Petrópolis, mas houve muita dificuldade para a ajuda chegar pois em vários trechos na rodovia Rio-Petrópolis houve deslizamento de terra e interrupção do tráfego. A Polícia Militar também reforçou a segurança na cidade por conta de denúncias e registros de roubos a pedestres e estabelecimentos comerciais, principalmente no Centro Histórico da cidade Imperial.

O município declarou Estado de Calamidade Pública.

Verão, diversão e saúde no Sesc Caxias

O projeto trará música, teatro, oficinas, além de diversas atrações culturais e muito lazer.

O evento será aberto ao público e com entrada gratuita. Foto: Helio Melo

A unidade Sesc Duque de Caxias recebe, no próximo dia 12 (sábado), das 10h às 16h, o Verão Sesc 2022, que volta ao formato presencial depois de uma temporada no formato on-line. O evento é uma parceria com a Prefeitura de Duque de Caxias e inteiramente gratuito.

Neste dia, a unidade receberá atividades como oficina de phone strap, espaço de leitura com HQs e quadrinhos, orientação sobre saúde bucal, apresentação de cosplay, futmesa, pintura facial, bola mania, brinquedos infláveis, espaço de Ciência e Tecnologia com jogos e robótica, ecobike e exposição de plantas aquáticas, campanha “Corpos de Verão – Nossos corpos contam histórias”, apresentação de cosplay – personagens de verão, orientações de saúde, cortejo musical com apresentação de fanfarras, massoterapia, área baby com recreação para crianças com idade entre 1 e 5 anos.

“O Sesc é de todos! Sua atividade visa justamente a promoção social, através dos seus processos educativos e democráticos. O projeto trará música, teatro, oficinas, além de diversas atrações culturais e muito lazer à nossa população. E melhor: gratuitamente! É de suma importância a realização de projetos como este que buscam levar à população alguns direitos que, muitas vezes, se mostram inacessíveis. Todos têm direito à educação, lazer e cultura! São eles que promovem o bem-estar social, o conhecimento, e moldam a personalidade do indivíduo e o seu senso de realidade. Espero que nossa população possa usufruir, ao máximo, desta oportunidade oferecida pelo Sesc RJ e Fecomércio RJ”, pontua Alexandre Pereira de Souza Netto, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Duque de Caxias e Magé.

Este ano, o projeto foi expandido e contempla cerca de 30 localidades, incluindo capital, interior e litoral fluminense. Confira a programação completa aqui.

Serviço:

Sesc Verão 2022 – Duque de Caxias

Datas: 12 de fevereiro de 2022

Horário: Das 10h às 16h

Local: Unidade Sesc Duque de Caxias

Endereço: Rua General Argolo, 47 – Centro, Duque de Caxias

Informações: (21) 3659-8412

Entrada gratuita

Caxias em estágio de atenção por causa das chuvas

A Defesa Civil acionou as 18 sirenes de alerta no município e, através de mensagem via SMS está alertando os moradores de áreas de risco.

Caxias informa que, devido à previsão de chuva, de moderada a forte, na Região da Baixada Fluminense nas próximas horas, a cidade entrou em Estágio de Atenção, no final da tarde desta segunda-feira(7). A Defesa Civil acionou as 18 sirenes de alerta no município e, através de mensagem via SMS está alertando os moradores de áreas de risco. Por causa do horário de maré alta, que dificultam o escoamento das águas, as chuvas provocaram alagamentos de ruas nos bairros Santa Alice em Xerém, Pilar, Jardim Primavera, Centro e 25 de Agosto.

O órgão pede aos moradores de áreas de risco que, ao notarem qualquer anormalidade, procurem um local seguro ou os pontos de apoio localizados em igrejas, associação de moradores e escolas de cada distrito e liguem imediatamente para os telefones 199 e 08000230199 ou para o Corpo de Bombeiros, no número 193.

Projeto Na Régua abre primeiro escritório na Baixada Fluminense

Moradores do Morro do Ki-Suco, da Paz e Vila Coimbra, em Queimados, já podem solicitar assistência técnica gratuita de arquitetura e engenharia

Engenheiros e arquitetos fazem o diagnóstico do imóvel – Divulgação

Vertente do programa Casa da Gente, o projeto “Na Régua – arquitetura acessível, moradia digna”, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Obras (Seinfra) , abriu, nesta semana, seu primeiro escritório na Baixada Fluminense. A partir de agora, os moradores do Morro Kisuco, da Paz e Vila Coimbra, em Queimados, já podem solicitar os serviços gratuitos de assistência técnica gratuita de arquitetura e engenharia. Estão previstas ainda melhorias habitacionais de até R$15 mil para as famílias de baixa renda dessas comunidades.

Antes de inaugurar o escritório regional, que conta com arquitetos, engenheiros, assistentes sociais e articuladores locais, pesquisadores comunitários do projeto já visitaram 1.392 domicílios no município, a fim de realizar o censo de inadequação habitacional das três comunidades. Foram realizadas 655 entrevistas e os dados coletados apontam que 349 famílias estão aptas a serem contempladas pela iniciativa.

Além de Queimados, já há escritórios em funcionamento em sete comunidades da Capital: Providência, Cajueiro, Serrinha, Buriti Congonhas, Marcílio Dias, Acari e Rocinha.

  • Como participar do Na Régua?

Entre os serviços oferecidos no escritório regional, estão projetos de impermeabilização contra infiltração, pintura, assentamento de revestimentos e, claro, não poderia faltar a reforma do imóvel. Para serem contempladas pelo Projeto Na Régua, as famílias têm que possuir um único imóvel, residir há pelo menos três anos no local e receber até três salários mínimos. Idosos e pessoas com doenças respiratórias crônicas ou de fácil disseminação também têm prioridade.

O escritório de Queimados fica na Avenida Irmãos Guinle, 1497 – salas 104, 106 e 108 – Centro.

Nova Iguaçu lança projeto de acolhimento a vítimas de violência

Atendimentos serão feitos nos CRAS e CREAS, de segunda a sexta, das 9h às 17h.

Vítimas da chacina de 2005 foram homenageadas. Foto: Renato Fonseca/Divulgação

Na data em que se comemorou o Dia Internacional dos Direitos Humanos, a prefeitura de Nova Iguaçu lançou importante projeto de acolhimento de vítimas de violência e seus familiares. A partir de agora, pessoas que sofrem com as consequências de qualquer tipo de violência, seja ela física ou psicológica, podem buscar atendimento em uma das dez unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) ou nos quatro Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

“Discutir a garantia dos direitos humanos é ter uma sociedade mais justa”, afirmou a secretária de Assistência Social de Nova Iguaçu, Elaine Medeiros.

Em parceria com a Universidade Federal Rural de Nova Iguaçu, os funcionários da Secretaria Municipal de Assistência Social foram capacitados em cursos de qualificação para atender as vítimas de violência. O Fórum Grita Baixada Fluminense e a Rede de Mães em Ação participaram do seminário.

Durante o lançamento do Núcleo, as 29 vítimas da chacina da em Nova Iguaçu e Queimados, em março de 2005, foram homenageadas pelos participantes do evento.

Duas mulheres baleadas em Caxias

Operação do 15º BPM na comunidade -Vai-Quem-Quer

Uma operação da Polícia Militar na comunidades Vai-Quem-Quer, em Duque de Caxias, deixou duas mulheres baleadas, na manhã desta sexta-feira (10). segundo informações do RJ1, da TV Globo, as vítimas são a passageira de um carro de aplicativo e uma diarista que estava em um ponto de ônibus.

A passageira do aplicativo foi socorrida pelo próprio motorista e levada para o Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, Duque de Caxias, para onde também, foi levada a diarista. Elas foram medicadas e liberadas.

Segundo a PM, a operação aconteceu após policiais do 15º BPM (Duque de Caxias) serem atacados por criminosos que atuam na comunidades. Até o início da tarde não havia informações sobre outros feridos, prisões ou apreensões.

MPRJ caça fraudadores na Baixada

O assessor de um deputado da baixada está entre os presos

Foto: Divulgação

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado (GAECO/RJ), e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), deflagraram uma operação para prender 19 integrantes de uma quadrilha especializada em fraudes no transporte de combustíveis. A ação, segundo o MPRJ é a segunda fase da operação Desvio de Rota e visa ainda o cumprimento de 38 mandados de busca e apreensão.

Cerca de 160 agentes da CSI/MPRJ, PRF e Corregedoria da PMERJ, bem como 10 (dez) Promotores de Justiça do GAECO/RJ fazem buscas pelos alvos em São João de Meriti, Belford Roxo, Duque de Caxias e Guapimirim, Na Baixada Fluminense, além da capital do Rio, São Gonçalo, Itaboraí, Piraí e Volta Redonda, e também em em Paulínia e Bauru, no estado de São Paulo. Um dos locais revistados pelos agentes foi a sede do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes), na Zona Oeste do Rio.

Até às 11h30 desta sexta-feira (10), sete criminosos haviam sido presos, entre eles, segundo RJ1, da TV Globo, o assessor do deputado estadual Giovani Ratinho (Pros), de São João de Meriti. O gabinete do deputado informou que o assessor já foi exonerado. Segundo o MPRJ, a quadrilha, que teve 29 integrantes acusados, causou prejuízo de mais de R$ 1 bilhão aos cofres públicos.

Arte na praça em Nova Iguaçu

A 6ª edição acontece na Praça Rotariano Hércules Alpino, no Centro.

O Festival Escambau, que reúne moda, gastronomia, música e artes, no Centro de Nova Iguaçu, volta a todo o vapor com seu formato presencial neste sábado (11). A 6ª edição acontece na Praça Rotariano Hércules Alpino, ao lado da Igreja Nossa Senhora de Fátima e São Jorge, das 14h às 22h. O evento é aberto, gratuito, com opções para toda a família e atrações especiais para os pequeninos – que contam com um espaço recheado de atividades exclusivas com total segurança e conforto. Entre as atrações, a escritora iguaçuana Hanny Saraiva conduz a contação de história apresentando seu trabalho autoral Joaninha asiática e os duendes azuis, que também estará disponível para venda no evento.

Desde 2019 sem edições presenciais por conta da pandemia de Covid-19, o festival volta com a já tradicional feira, com roupas, acessórios, além de diversos artigos e serviços dos mais diferentes estilos, garantindo não apenas uma oportunidade para realizar as compras do fim de ano, mas também uma forma de estimular a economia local.

Também haverá exposição de trabalhos de três artistas visuais da região, a artista plástica Thaysa Santos, a ilustradora Carol Simões e o fotojornalista Mazé Mixo.

Durante o festival, todos os protocolos de higiene e segurança necessários estabelecidos pela OMS para locais abertos serão obedecidos, como uso de máscaras e disponibilização gratuita álcool em gel em diversos pontos da praça. O evento conta com o apoio da Prefeitura de Nova Iguaçu, através da Secretaria de Cultura e da FENIG.

%d blogueiros gostam disto: